quinta-feira, 28 de dezembro de 2006

...Que Natal forte de emoções, que arrasto de cansaço e luta,
não sei se de circunstâncias ou massas em movimento,
de encontro e em em cheio, estremeci...
Soltei um peido e dormi,
que Ceia magnífica que licores manjares Dali,
noutro dia a diarreia e a PERI,
logo em casa Ultravelur e boa disposição para o Artur,
uns molhos em jacto de rins, umas iscas de figado passadas,
para o fim de ano vou de patins a levar umas mais cacetadas,
não sei se de circunstâncias ou massas em movimento,
no fim de ano encontrar-me sobrio ou em longo aquecimento,
espero porém contar de aos amigos desejar,
bom alento e saudável crescimento.

3 comentários:

fi disse...

Ai leão leãozinho!
Tanto sofrimento numa época festiva
não valia a pena.
Para o ano pode ser que seja melhor.

Sorrisos em Alta disse...

Bom dia!
E bom ano!
Venho aqui, de propósito, saber se estão bem e convidar-vos a aparecer na festa do nosso 4º aniversario, sexta, no Op Art!

Be there!

duARTEE disse...

um estado de espirito em frente a um teclado, pensamentos rebuscados com as calças em baixo a olhar para os azulejos e o autoculismo atrás ainda estragado. bom ano para ti tambem. sempre a considerar