segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

NO BAÚ DE UMA TRINTONA - XI

"... o que outrora ambicionava para todo o Bando, tinha agora só para si; aprendera a voar e não lamentava o preço que pagara por isso. Fernão Gaivota descobriu que o tédio, o medo e a ira são as razões por que a vida de uma gaivota é tão curta, e sem estas razões a perturbarem-lhe o pensamento, vivem de facto uma vida longa e feliz..."
Fernão Capelo Gaivota, Richard Bach.

1 comentário:

duARTEE disse...

grande seca de livro