terça-feira, 22 de abril de 2008

o meu refugio

a sala, a cozinha e o quarto estão ocupados por elas, a toda a hora sou solicitado.
onde está a chucha, anda fazer de cavalo, vai mudar a fralda á menina, arruma isto, arruma aquilo.
preciso de encontrar um canto onde tenho mesmo de estar, com uma boa desculpa para não poder fazer nada, e simplesmente estar.
a casa de banho parece-me bem,
- Vou fazer uma coisa, que ninguém o pode fazer por mim.
alem disso com umas boas bujardas afasto-as com o cheiro característico de alguém que vai á dita.
aproveito e passo uma diagonal num artigo de opinião do semanário, não posso ler uma notícia porque o jornal já está mais do que desactualizado (como já referi sou muito solicitado, o Expresso dá-me para 3 semanas, elas não me dão tréguas)
passado meia hora, já sinto as pernas dormentes, o cheiro passou e a casa de banho já esta super lotada (mas a leitura já está menos atrasada)

4 comentários:

Sorrisos em Alta disse...

Obrigado por partilhares isso connosco!!!

;o)))))))))))))))

fi disse...

Meia hora de sossego, que sorte!!!
:))

Anónimo disse...

ao que um homem chega :)

analuE disse...

Depois da estratégia revelada acho que até a meia hora se acabou... Coitadinho, meu pobre irmão...Quem te viu e quem te vê !!!