segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

11 anos depois...

Só não rasgues o meu vestido que tiro pela cabeça
Tem calma, temos tempo, muito tempo, mesmo muito tempo, tempo demais até, uma vida, para toda a vida, para sempre, até à eternidade...só não rasgues o meu vestido que tiro pela cabeça. Ficamos, estamos, temos um filho, temos outro filho...só não rasgues o meu vestido que tiro pela cabeça. Crescimento, aprendizagens, partidas e derrapagens. Dores e sofrimentos, alegrias, alegrias e muitas euforias... só não rasgues o meu vestido que tiro pela cabeça. Até que a morte nos separe só não rasgues o meu vestido que tiro pela cabeça ou ficarei com uma sombra mais espessa.

3 comentários:

duARTEE disse...

ao fim de 11 anos ainda te servir o vestido é muito bom sinal.

1º porque não o rasgaste num ataque de furia (o que quer dizer que ainda estás casada)

2º porque não engordas-te nada

PARABENS

aos dois

sempre a considerar ...

TPS disse...

:) Estava a ler e a pensar o mesmo! Feliz que o vestido ainda te serve e está em bom estado! :) Pelas razões enumeradas pelo "sempre a considerar" e por mais outras, por exemplo "só não rasgues o meu vestido, que tiro pela cabeça" ! heheheeh

TPS disse...

e esqueci-me : Muitos Parabéns! é já considerado hoje em dia um record :)