sábado, 23 de setembro de 2006

Rua do Meio

Entre amigos cuidamos de dizer o que nos apetece,
por entre diferenças e semelhanças respiramos empatia,
que argumentos nos unem se por vezes o silêncio aquece,
que cores frias reagem com o morno tacto,
somos ruas que albergam murais e jardins,
caminhos de calçada polida a verde esmagado,
recantos delicados sob ruidosas janelas,
construímos passagens discretas ou entre abertas,
organizamos as cores em formas mais ou menos complexas, que afagamos ou desprezamos...
Quando sentimos somos universais,
essa é a rua do meio,
a rua onde todas as outras vão dar.
paginas tantas,
Abraços,

2 comentários:

fi disse...

olá leãozinho
bem vindo
tens é escrever coisas tuas
sim sei que escreves
mas podes pedir ajuda à Cat.
eu acho que neste momento estou na rua do meio.
jinhos

duARTEE disse...

a isto eu chamo uma entrada de Leão, uma pessoa anda aqui há não sei quantas semanas a tentar escrever algo e este tipo logo de inicío dale com esta força toda, mas não desisto e nem que seja daqui a um ano talvez chegue a este nível.